Landing Pages: Funcionalidade poderosa para transformar visitantes em clientes, dicas de otimização e de eficiência na obtenção de leads

Qual o papel do Marketing Digital na sua empresa?
23/10/2016
CINCO FERRAMENTAS PARA TESTAR A VELOCIDADE DO SEU SITE
27/10/2016

Landing Pages: Funcionalidade poderosa para transformar visitantes em clientes, dicas de otimização e de eficiência na obtenção de leads

Embora exista um grande volume de conteúdos que têm como intuito atrair visitantes para os mais diversificados tipos de sites, no Brasil, ainda é relativamente deficiente o uso das Landing Pages (páginas de conversão). Essas páginas, quando utilizadas da melhor maneira, são um grande diferencial no tocante aos resultados efetivos do Marketing Digital.

Elas são de extrema importância porque representam o caminho mais curto para tornar um simples visitante de um site em um usuário ou possível consumidor constante dos serviços e/ou produtos oferecidos por determinada empresa, ou simplesmente para transformar esse visitante em um lead (contato qualificado).

Usa-se no Marketing Digital o termo contato qualificado ou em alguns casos contato abrangente pelo fato de que simples interações, que tornam possível a obtenção dos e-mails de clientes, não podem ser consideradas como a geração de leads, pois o endereço eletrônico pode ter sido disponibilizado apenas com o intuito de obter informações, nesse caso, esse usuário ainda não é efetivamente um lead, mas sim um simples contato. Contudo, é fundamental dizer que todo contato é um potencial lead, já que torna muito mais viável o desenvolvimento de mecanismos por parte da empresa com a intenção de fazer aquela pessoa que estava apenas buscando informações passar a ser um cliente.
Por isso, essa “transformação” (elevação de um visitante comum ou avulso ao nível de consumidor ou fazê-lo desempenhar alguma atitude que represente um ganho mensurável para a empresa), ganha a corretíssima denominação de conversão. Essa conversão se dá de forma concreta através de duas possibilidades. Na forma direta, o visitante vai ao encontro de uma oferta de produto ou serviço e se torna um potencial comprador. Temos como exemplo desse tipo de conversão a compra de determinado artigo em um e-commerce, o pedido de orçamento através de um formulário, entre outras probabilidades. Já na maneira indireta, o visitante disponibiliza informações pessoais, como nome, e-mail, telefone, e outros detalhes individuais, recebendo como retorno por isso a oferta de um serviço ou conteúdo grátis. Um exemplo bastante comum é o fornecimento desses dados em troca da obtenção de um download gratuito de um e-book. Nesse modo de conversão os resultados geralmente não são imediatos, mas essa interação representa o começo de um processo de relacionamento da empresa com pessoas que são possíveis compradores de produtos ou serviços, ou seja, tem potencial para se tornarem clientes.
Para quem ainda desconhece esse meio ou não está totalmente familiarizado com essa ferramenta, não é muito difícil tomar conhecimento da grande importância das Landing Pages, pois a fórmula para se comprovar sua efetiva utilidade é bastante simples e, na maioria dos casos, o resultado é inquestionavelmente positivo. Basta para tanto, saber que a taxa de conversão de uma página é representada pela porcentagem de internautas que são convertidos em relação ao número total de visitantes.

É comum sites aumentarem a taxa de conversão em grandes percentuais por meio de Landing Pages bem organizadas. Por isso, ter a capacidade de fazer e otimizar páginas de conversão é um dos processos do Marketing Digital que mais geram resultados rápidos.

No que diz respeito ao design, questão também relevante no processo de criação das Landing Pages, a estética influencia muito, tornando, por exemplo, necessária a correta utilização das cores para cada tipo de produto, o que é fator determinante na escolha dos visitantes. Nesse sentido, também é necessário oferecer qualidade em relação a legibilidade e nas maneiras pelas quais os usuários chegarão onde desejam, oferecendo praticidade e um visual que seja leve e agradável.

Em se tratando de otimização, inicia-se essencialmente da definição de certos aspectos, como quem são os possíveis consumidores e qual o nível de aceitação, tanto dos produtos ofertados como da maneira pela qual eles são disponibilizados, o que se sabe através de testes e pesquisas de opinião. Neste universo, o tipo de teste mais utilizado é o A/B, onde é criada uma versão alternativa da página que a empresa já utiliza e depois as duas são lançadas de forma proporcional para os visitantes do site. Neste caso, é possível fazer um comparativo entre as taxas de conversão obtidas pelas duas Landing Pages, viabilizando a definição de qual apresentou os melhores resultados. Outro fator que pode aumentar seus resultados, é oferecer algo que seja inovador, diferenciado do que já é oferecido no mercado.

Gostou do artigo?

Compartilhe sua opinião ou dúvida nos comentários e não esqueça de se inscrever em nossa lista de emails para receber novos artigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>